Sábado, 21 jul 2018
Ligas
+ Filiados
2ªDIV
A3
A2
A1

Corinthians
Andrés Navarro Sanchez
Presidente
Sport Club Corinthians Paulista
Classificação do clube em Competições da FPF
Paulista A1 - Profissional
Grupo A
Col Equipe TP J AJ V E D GP GC SG VP DP CA CV TF
Corinthians 23 12 0 7 2 3 17 8 9 0 0 25 1 152
Bragantino 17 12 0 4 5 3 9 8 1 0 0 29 1 218
Ituano 17 12 0 4 5 3 13 13 0 0 0 26 3 172
Linense 10 12 0 2 4 6 13 20 -7 0 0 32 0 168
Grupo B
Col Equipe TP J AJ V E D GP GC SG VP DP CA CV TF
São Paulo 17 12 0 5 2 5 12 11 1 0 0 24 0 143
São Caetano 15 12 0 4 3 5 8 14 -6 0 0 25 1 146
Ponte Preta 12 12 0 2 6 4 6 8 -2 0 0 34 1 175
Santo André 8 12 0 1 5 6 11 18 -7 0 0 25 1 158
Grupo C
Col Equipe TP J AJ V E D GP GC SG VP DP CA CV TF
Palmeiras 26 12 0 8 2 2 19 8 11 0 0 22 1 150
Grêmio Novorizontino 20 12 0 6 2 4 18 17 1 0 0 33 2 160
São Bento 17 12 0 4 5 3 11 8 3 0 0 26 0 145
Ferroviária 13 12 0 2 7 3 11 12 -1 0 0 13 0 146
Grupo D
Col Equipe TP J AJ V E D GP GC SG VP DP CA CV TF
Santos 18 12 0 5 3 4 17 13 4 0 0 33 0 158
Botafogo 16 12 0 4 4 4 9 11 -2 0 0 22 1 177
Red Bull Brasil 13 12 0 2 7 3 10 11 -1 0 0 23 2 147
Mirassol 12 12 0 2 6 4 9 13 -4 0 0 39 2 193
Última atualização dos dados acima: 09/04/2018 às 10:58
Classificam-se para a fase quartas de final, as equipes: Santos e Botafogo.
Classifica-se para disputar o troféu "Campeão do Interior", a equipe: Red Bull Brasil e Mirassol.
TP- Total Pontos E- Empates SG- Saldo de Gol CV- C. Vermelho J- Jogadas D- Derrotas VP- Vitória Penalti TF- Total Faltas AJ- A Jogar GP- Gols Pró DP - Derrota Penalti V- Vitórias GC- Gols Contra CA- C.Amarelo
Ficha Técnica
Corinthians
Endereço
Rua São Jorge, 777 CEP: 03087-000 Telefone: 11 - 2095 3000
WEb site oficial
www.corinthians.com.br
Fundação
01/09/1910
Mascote

O símbolo corintiano é o autêntico D’Artagnan, personagem do escritor francês Alexandre Dumas, em um livro escrito em 1843: "Os Três Mosqueteiros". Em 1913, a equipe obteve o direito da Liga Paulista de Futebol de participar do Campeonato ao lado de Americano, Germânia e Internacional, considerados os três mosqueteiros na época.

Uma segunda versão para a utilização definitiva do mosqueteiro surgiu em 1929, quando o Corinthians venceu o Barracas, da Argentina, por 3 a 1. Esta primeira vitória em um jogo internacional repercutiu nas páginas de A Gazeta, com a proclamação do jornalista Thomas Mazzoni: o Corinthians venceu com “fibra de mosqueteiro”.